Fábrica Social do JB é case de sucesso
junho 26, 2020
Administrador Regional do JB monta agenda de reuniões com a comunidade
junho 29, 2020

Fábrica Social do JB é agora uma Cooperativa

A Fábrica Social do Jardim Botânico, nascida e criada dentro do MCJB, cresceu rápido e, hoje, se transformou em uma Cooperativa. A decisão foi votada e aprovada por unanimidade em Assembleia.

A mudança para cooperativa foi aprovada em Assembleia pelas 22 profissionais e a Fábrica Social agora é Cooperativa das Costureiras e Artesãs do Jardim Botânico e São Sebastião, ou simplesmente CooSer. Está composta por uma maioria de mulheres que se reuniram na manhã deste sábado (27/06), no Centro de Práticas Sustentáveis, aprovaram o Estatuto e o Regimento Interno, elegeram a Diretoria, o Conselho Fiscal e deliberaram por um novo futuro. 

Profissional da Fábrica Social do JB no momento da votação

A metamorfose, que mantém a alma social da antiga Fábrica, foi celebrada por muitos convidados e autoridades. Estavam presentes representantes do governo, Márcio Faria e Patricya Wanna; a secretária Fabiana Di Lucia, da Secretaria de Empreendedorismo do DF; Antonio de Pádua Amorim, Administrador Regional do Jardim Botânico, e Alan Valim, Administrador Regional de São Sebastião.

 


Mulheres Empreendedoras

Ao cumprimentar as autoridades presentes e a Secretária de Empreendedorismo, Fabiana Di Lucia, a presidente do MCJB, Maria Luiza Valle,  ressaltou a importância das mulheres empreendedoras. “O fomento ao empreendedorismo é muito significativo para nós, obrigada pela sua presença (…) Mulheres empreendedoras é o que a gente precisa e eu as admiro muito”. 

Fabiana Di Lucia agradeceu pela oportunidade de participar do Projeto. “Nós, de fato, precisamos de mulheres líderes e que abracem as demais mulheres no cenário da comunidade, da política e em diversos outros segmentos. Nós queremos fortalecer e regularizar o que já existe na região, bem como trazer novas empresas para cá e gerar mais emprego e renda para a população”. 

Participando pela primeira vez de um evento relacionado aos projetos do MCJB, o novo Administrador Regional do Jardim Botânico,  Antônio de Pádua Amorim,  celebrou o evento colocando-se à disposição para auxiliar a comunidade e o Movimento nas parcerias que existem e que estão por vir. “A sociedade é quem traz as demandas para o Governo, nós devemos servi-los e não o contrário. Neste início temos que ter perseverança e vocês vão conseguir o resultado lá na frente. É na dificuldade que encontramos soluções”. Alan Valim,  Administrador Regional de São Sebastião, ressaltou primeiramente a parceria firmada previamente entre as administrações regionais em prol das comunidades do Jardim Botânico e de São Sebastião. “A nossa região não tem fronteiras, então Jardim Botânico, Mangueiral e São Sebastião estamos juntos. Eu, como morador, tenho muito apreço por nossa região. Temos certeza que podemos fazer outras cooperativas e atividades para fomentar a economia da região”.

 


Na trilha da Fábrica Social do JB

Os primeiros passos da Fábrica foram singelos. Com apenas uma máquina de sublimação, os primeiros trabalhadores eram os refugiados do Projeto SOS Venezuelanos. Inicialmente,  as encomendas eram produzidas na sede do MCJB (Confira aqui e aqui).

De uniformes à canecas e camisetas estampadas, a Fábrica foi crescendo, ganhou uma sede provisória e desempenhou um papel fundamental na prevenção contra a pandemia de Coronavírus (Confira aqui).

Concluindo dois meses de funcionamento e diversas parcerias, dentre elas com a ONU, a Fábrica Social e seus profissionais se preparam para este novo futuro, de se tornar uma grande Cooperativa que fabricará não apenas máscaras e confecções, mas principalmente trabalho e renda para o maior número de profissionais.

Deixe uma resposta