Comunidade do JB e Mangueiral renovam parceria com a PMDF

Jantar beneficente reúne centenas de pessoas em prol dos refugiados
novembro 19, 2019
Combate à dengue: Secretaria de Saúde recolhe itens sem uso
novembro 22, 2019

Comunidade do JB e Mangueiral renovam parceria com a PMDF

A renovação do convênio de segurança foi anunciado para a comunidade, durante o 1º Jantar Beneficente e Solidário (link matéria do evento) do Projeto SOS Venezuelanos. A primeira parceria ocorreu em 2017 e só trouxe resultados positivos. Atualmente, segundo dados da Polícia Militar, o feminicídio na região reduziu em 70%, além dos 90 dias sem furtos a coletivos. 

 

Na sexta-feira (08/11/19)  foi realizado um almoço para celebrar a renovação desta parceria e a entrega das reformas realizadas pela comunidade no 21º BPM de São Sebastião. Uma ação promovida pelo Movimento Comunitário do Jardim Botânico, pelo Conselho Comunitário de Segurança do Jardim Botânico, com apoio da Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral (AAJM) e da Administração Regional do Jardim Botânico. O almoço oferecido pela Polícia Militar da região contou com a presença do comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar de São Sebastião, Major Bruno Rocha, da Presidente da AAJM, Eleandra Martins, além da Presidente do Movimento Comunitário do Jardim Botânico, Rose Marques. Também participaram o presidente do CONSEG JB, Livino Silva Neto e outras autoridades, como o Administrador Regional de São Sebastião, Alan Valim, empresários e líderes comunitários que contribuíram com a reforma.

Para realizar os reparos necessários no prédio do 21º BPM foram investidos aproximadamente R$ 6 mil até agora, por meio do Fundo Comunitário de Segurança do MCJB, que é alimentado com doações dos condomínios mantenedores do Movimento. Foram necessários reparos hidráulicos, elétricos e estruturais, além da pintura de todo o prédio. Parte da mão de obra foi dos refugiados venezuelanos e cubanos, dentro do projeto SOS Venezuelanos, a outra parte foi realizada pela NOVACAP. Ainda faltam as lâmpadas e refletores, que também serão doados pelo MCJB,  assim que mais condomínios aderirem às doações ao Fundo Comunitário de Segurança.

Sempre investimos em parcerias assim com o Estado. Não ficamos parados apenas reclamando. Dialogamos e perguntamos como podemos ajudar. Apesar de ainda enfrentarmos problemas de segurança na região, os números mostram que nossas parcerias com a PM tem dado certo e continuarão”, informou Rose Marques, presidente do Movimento.

Confira abaixo os detalhes sobre a parceria e as reuniões realizadas

A parceria começou a ser retomada em agosto deste ano, quando se reuniram na sede do MCJB representantes da AAJM e do CONSEG-JB com o Major Panisset e o Cabo Arlem, do 21º Batalhão da Polícia Militar de São Sebastião, para definir a retomada de ações conjuntas entre a PM e a Comunidade em prol da segurança pública do Jardim Botânico e Mangueiral. Na ocasião, foi recebida pelo Movimento solicitação formal de apoio para a PM para obras emergenciais de  reparo na sede do Batalhão. A constatação foi da Novacap que vistoriou o 21º BPM e detectou problemas graves na parte elétrica e hidráulica do prédio. 

O Movimento sugeriu a reativação do projeto Comunidade Vigilante, em parceria com o CONSEG-JB.  Em 2017, o projeto criou e gerenciou fundo comunitário de segurança a partir de doações que foram revertidas em projetos de segurança pública do Jardim Botânico e região. Com esses recursos, o posto policial do bairro foi reformado, nove viaturas que estavam fora de circulação foram reparadas, o sistema SMAPI (botão de pânico), implantado nos condomínios, dentre outras ações que ajudaram a baixar as estatísticas de crimes ocorridos no bairro. 

A proposta de reativação do projeto Comunidade Vigilante JB foi aceita pela Polícia Militar e referendada pela diretoria do MCJB  com aprovação unânime na reunião comunitária de agosto/19 do CONSEG-JB. Ficou definido que o valor necessário para as reformas seria custeado por  campanhas de arrecadação junto aos condomínios e empresas do Jardim Botânico e região, para reativação do Fundo Comunitário de Segurança. O orçamento prevê cerca de 10 mil reais para realizar todos os reparos básicos. A compra do material fica a cargo do Movimento e a gestão de mão de obras, do  21º Batalhão, ficando seu valor deduzido do Fundo. 

Reunião reativa antigos projetos de segurança dos bairros que tiveram êxito

Segundo o Major Panisset, além das ações e parcerias com a comunidade, outras medidas foram adotadas para diminuir o número de ocorrências nas regiões atendidas pelo 21º BPM, como cercear as oportunidades de ação de criminosos, através do investimento em uma melhor distribuição de viaturas no policiamento e no trânsito, em toda a Região Administrativa do Jardim Botânico e São Sebastião. “O criminoso se aproveita do desordenamento das vias”, afirma o major. Segundo ele, ações conjuntas com o Departamento de Trânsito (Detran)  obtiveram,  como resultado,  diversas apreensões de veículos irregulares, furtados, motoristas alcoolizados, com mandado de prisão em aberto ou portando entorpecentes. 

Os representantes das entidades comunitárias debateram com os representantes da PM a retomada de antigos projetos de segurança local, como a ampliação do SMAPI nos condomínios (botão de pânico), a manutenção, testes e orientações de uso do botão de pânico pelo 21º Batalhão da PMDF de São Sebastião, a reativação dos grupos de whatsapp e de comunicação criado entre a PMDF e os síndicos ou chefes de segurança dos condomínios, bem como a continuidade dos estudos do vídeo monitoramento das vias principais e comércios, dentre outros.

 

Deixe uma resposta