Workshop da Regularização se encerra ratificando diálogo
17/07/2017
Pela 2ª vez Operação Comando Itinerante chega ao Jardim Botânico
21/07/2017

2º Casamento Comunitário no Jardim Botânico

Pelo segundo ano consecutivo a Paróquia Santa Clara e São Francisco realiza casamento comunitário na região do Jardim Botânico. No sábado (8), 16 casais puderam realizar o sonho do matrimônio com a benção religiosa.

As inscrições começaram em abril e foram 27 casais inscritos. Quem coordenou foi a Pastoral Familiar que realizou eventos para arrecadar recursos e fechou parcerias para vestidos, doces, decoração e fotografia. Todos os casais tiveram direito a um casamento de verdade, mas sem essas despesas.

Mas nem todos os inscritos estariam aptos ao casamento. Era preciso entregar os documentos e passar pela triagem. Dezesseis casais ficaram em dia com os proclamas de casamento e puderam realizar o sonho. Quase o dobro de casais do ano passado. O casamento foi realizado em dois períodos: 5 casais casaram no período da tarde, 10 casais, no período da noite, e uma noiva, que por razões de saúde, casou-se na quinta feira (6).

Os primeiros a casar, José Luiz Garcia Sanches, 54 anos, e Lucilene Lima Almeida, 40 anos, estavam ansiosos. Depois de dois anos de união, ele, por ser muito religioso, a convenceu de se casarem na igreja. Para José, “Essa benção de Deus é muito importante, pois o que se abre na terra se abre no céu”.

Maria Arlene e Antônio Joaquim, depois de 12 anos de relacionamento, resolveram se casar no 1º casamento comunitário em 2016. Hoje, eles trabalham como voluntários junto à Pastoral na realização do sonho de outros casais.  “É muito gratificante ver a alegria no rosto de cada um, nós já vivenciamos isso.” diz Maria.

 

Em meio aos brasileiros, um casal se destacou: os nigerianos Paul e Maurem, que vieram para o Brasil há poucos meses por motivos profissionais de Paul e, mesmo longe da família, tinham o sonho de casar na Igreja. O pároco e Vigário Geral da Arquidiocese de Brasília, Pe. André Lima, realizou o rito do casamento no idioma oficial da Nigéria, o inglês. A comunidade nigeriana de Brasília compareceu para celebrar com eles, colorindo a cerimônia com as vestimentas típicas da cultura nigeriana. Paul deixou seu testemunho: “Estou muito feliz e gratificado por ter essa oportunidade, me empenharei junto com minha esposa para ajudar outros casais a realizarem esse sonho, no próximo ano“. 

 

 

 

A Paróquia Santa Clara informa que as inscrições para o casamento comunitário ocorrem sempre entre março e abril de cada ano, é voltado principalmente para casais que já vivem juntos e com dificuldades financeiras para arcar com os custos da cerimônia. Clique aqui e relembre como foi o 1º Casamento Comunitário. Para mais informações acessar o site da paróquia www.paroquiasantaclaradf.com.br.