Posto Policial do Jardim Botânico é reinaugurado

Da Redação do MCJB – 24/03/2017

 

O projeto de revitalização do Posto Policial foi todo custeado por condomínios e empresas do Jardim Botânico, que se uniram para uma parceria permanente com a Polícia Militar. As obras começaram em fevereiro e duraram 45 dias. O posto será base de apoio para regimento exclusivo do JB e central de monitoramento do projeto Comunidade Vigilante.

 

A cerimônia de reinauguração do PCS 023 (Posto Comunitário de Segurança nº 23) ocorreu na última terça-feira (21) e contou com a presença de cerca de trezentas pessoas, muitos convidados especiais, como o embaixador de Taiwan, o comandante da região leste da PM, Cel. Schweitzer, o administrador regional interino, Alessandro Paiva, entre outras autoridades e lideranças comunitárias. A banda da PM animou a festa, o padre André Lima, pároco da Igreja matriz do JB e vigário geral da Arquidiocese de Brasília, deu a benção, e a comunidade festejou a chegada dos policiais que, agora, terão sua base de apoio dentro do bairro.

 

O posto, único equipamento público do Jardim Botânico, servirá de base para o primeiro regimento exclusivo do Jardim Botânico, uma promessa cumprida do Comandante Geral, Coronel Nunes. Sua reinauguração foi o resultado da parceria entre o Movimento Comunitário do Jardim Botânico, o CONSEG-JB, a PM e a Administração Regional. É a primeira etapa do projeto de segurança COMUNIDADE VIGILANTE. Este projeto engloba, entre outros recursos, a instalação do SMAPI, botão do pânico, instalados nos condomínios e comércio local. 

 

Em seu discurso, o presidente do CONSEG-JB, Conselho Comunitário de Segurança do Jardim Botânico, Flávio Santos, fez questão de enfatizar a importância da parceria comunitária com a PM, que já mostra resultados com a diminuição de furtos no bairro. Já a presidente do Movimento Comunitário do Jardim Botânico, Rose Marques, afirmou que a reinauguração do Posto significa uma “quebra de paradigma comunitário, uma nova postura da comunidade com o Estado, uma postura da colaboração”.

 

inauguração posto policial jardim botânico 2

 

O administrador interino do Jardim Botânico, Alessandro Paiva, afirmou que a Região Administrativa do Jardim Botânico está novamente na agenda do GDF. O posto, disse Paiva, é a realização de um anseio da comunidade, fruto de uma grande parceria entre moradores do local, entidades religiosas, Movimento Comunitário e CONSEG, destacando que o voluntariado e parcerias comunitárias são os principais transformadores de uma sociedade.

 

O comandante da região leste, coronel Schweitzer, afirmou que a comunidade do Jardim Botânico deu um “show de interatividade com a Polícia Militar” e ajudou, com a reforma do posto, a revitalizar a autoestima dos policiais militares que atuam na região, afirmando ser “fundamental que o policial receba o apoio e comunidade”. Informou que o PCS 023 será a base de um projeto piloto de policiamento comunitário e fez um agradecimento especial ao Movimento Comunitário do Jardim do Botânico, que organizou e executou toda a reforma do posto (clique aqui e saiba quem doou).

 

Projeto COMUNIDADE VIGILANTE

 

O projeto Comunidade Vigilante prevê vários recursos. O SMAPI (botão do pânico) é o primeiro a ser operacionalizado. Dois grandes grupos de monitoramento de segurança via whatsapp já foram criados: Vizinhos Protegidos e Comércio Protegido. Ambos são interligados diretamente ao Comando Leste da PM e os síndicos, chefes de segurança dos condomínios e comerciantes poderão alertar sobre atividades suspeitas no bairro, para a polícia ou para colegas síndicos.

 

O projeto também já recuperou viaturas paradas por falta de contrato de manutenção, suspenso pelo TCDF, e vai manter outras três, por doze meses. Futuramente, o projeto deve fazer a instalação de câmeras de monitoramento em todo o bairro, também em colaboração com a Polícia Militar.

 

inauguração posto policial jardim botânico 1

Refoma

 

O posto foi completamente revitalizado. A parte elétrica foi recuperada, os banheiros arrumados, as instalações hidráulicas e sanitárias recuperadas e retirados vazamentos que inundavam o posto na chuva. Tudo isso com a colaboração dos condomínios e de alguns empresários, como o caso da Avante Construtora, que doou toda mão de obra.

 

Ainda faltam a instalação dos móveis, de um aparelho de ar condicionado, de prateleiras e de um rotolight no topo da caixa d’água, mas que depende de outros recursos ainda por arrecadar. A maior preocupação é com a manutenção das viaturas, que depende da arrecadação desses recursos. Até agora foram gastos R$ 12.000,00 aproximadamente com a reforma do Posto e a recuperação de apenas duas viaturas. O projeto prevê a arrecadação de R$ 50.000,00 reais para todo projeto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: