CONSEG-JB leva lideranças do Jardim Botânico à Secretária de Segurança Pública

Atendendo solicitação apresentada pela comunidade, o CONSEG realizou reunião com a Assessora Especial do gabinete do Secretário de Segurança, Dra. Nélia Lopes Vieira, no dia 28 de novembro, levando uma comitiva de 15 lideranças comunitárias, entre Síndicos e presidentes de Associações, representando os Setores Habitacionais do Altiplano Leste, São Bartolomeu, Jardim Botânico, Estrada do Sol, Jardim Botânico 3 e Jardins Mangueiral.

Uma das situações que aflige o Jardim Botânico é a ausência de policiamento. Flávio Santos, presidente do CONSEG, explicou que o anunciado destacamento de 40 policiais exclusivos para o bairro não permaneceu muito tempo. Hoje, o JB retornou à situação inicial, de depender novamente do policiamento de São Sebastião.

Historicamente, o Jardim Botânico depende das forças policiais de São Sebastião e Paranoá, uma vez que não possui batalhão próprio. Ambas localidades têm um índice de criminalidade que absorve o contingente policial, dificultando o atendimento ao Jardim Botânico. Soma-se a isso, afirma Rose Marques, presidente do Movimento, o aumento da população e a insuficiência das forças de segurança, o Jardim Botânico vive à deriva.

Enquanto a criminalidade avança e a população aumenta, o número de policiais retrocede, pois os concursos não repõem as aposentadorias. O 21º Batalhão, que atende o JB, recentemente recebeu três setores habitacionais que eram atendidos pelo Paranoá, sem aumento efetivo de policiais. 

Segundo o presidente do CONSEG, a principal ocorrência policial que afeta o JB, furto à residência, não é monitorada pelo Viva Brasília, portanto não aparece nas estatísticas, situação que torna a região administrativa do Jardim Botânico invisível para os órgãos de segurança responsáveis pelas políticas públicas. Os logradouros do Altiplano também, segundo liderança da área, não constam no sistema da PCDF, forçando as estatísticas que registram equivocadamente as ocorrências no Paranoá.

Foto: Movimento Comunitário do Jardim Botânico - MCJB
Membros do CONSEG-JB, vários síndicos e lideranças comunitárias participaram da reunião.

A poligonal

As lideranças presentes lembraram que a revisão da poligonal transformará o Jardim Botânico na 5ª maior região administrativa do Distrito Federal, em território, e a 11ª maior, em população, o que vai exigir da Secretaria de Segurança um novo planejamento para o bairro. “Não é razoável, diz o Vicente-presidente do CONSEG-JB presente à reunião, que as adequações dos equipamentos públicos, entre eles os de segurança pública, não sejam redimensionados.”

A Dra. Nélia, que acompanhou a divulgação do efetivo policial exclusivo para o Jardim Botânico, se comprometeu a levar o fato ao conhecimento do Secretário de Segurança e propôs que a secretaria organize uma reunião conjunta entre os chefes das forças de segurança para o planejamento do atendimento ao Jardim Botânico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: